Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Gulosa no banheirao

Era uma manhã de domingo, fui ao caixa electrónico e na volta resolvi entrar num banheiro público. Este banheiro fica em uma praça aqui onde moro. Por ser domingo o banheiro estava vazio. Entrei e fui ao mijador.

Estava eu mijando tranquilamente quando entra um moleque de mais ou menos uns 18 anos. O moleque entrou direto no reservado e fechou a porta. Eu estava a jogar fora meus últimos pingos de mijo quando o moleque sai do reservado e vai a pia lavar as mãos.

Ficou ali enrolando e percebi estava olhando na direção do meu pau. Ele olhava como se fosse devorar meu caralho todo que ao sentir seus olhos começou a crescer. Quanto mais ele olhava mais meu pau inchava enchendo suas veias todas ate ficar em seu total tamanho (21 cm) eu sem nenhum pudor falei pro moleque..." vem cai de boca" e para meu deleite o moleque putinho ajoelhou e caiu de boca.

Foi lambendo meu saco e passando a língua na cabeçona se fartando todo no meu pauzão. Mamava e chupava como se nunca tivesse visto um caralho. Levantou a cabeça e disse... " Não goze na minha boca". Eu concordei e respondi. "Pode deixar. Aviso quando for gozar". Coitado acreditou... Continuou mamando e mamava cada vez mais e mais até que eu com força segurei sua cabeça soquei meu pau todo e gozei dentro de sua boca direto na sua garganta.

O moleque coitado engasgou e tentou cuspir porém nada saiu. Todo meu leitinho tinha descido garganta abaixo...

Foi a melhor gozada de minha vida

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/Vallhot19



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente