Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Foda com Beto e eu no motel

Recebi mensagem de Beto às 05 da tarde, dizendo que estava a 2 horas da cidade onde moro. Queria me ver. Respondi que sim, mas ainda deveria me preparar. Afinal, não estava nada pronto. Perguntou se poderia ir ao hotel e espera-lo lá.

Juntei as coisas e parti pro Hotel. Fiz check in, e fui pro quarto. Mandei mensagem dizendo hotel e apto pro Beto. Aproveitei que tinha uma hora ou mais ainda, fui tomar banho, fiz chuca bem feita várias vezes, depilei e relaxei embaixo de uma ducha gostosa. Sai, passei creme no corpo, coloquei calcinha bem justa, tomando sempre o cuidado de tentar esconder o menino o máximo que puder... Meia calça, sutiã com enchimento, peruca com presilha, batom, cremes e um perfume gostoso. A puta estava prontinha e com vontade.

Encostei na cama, tomando uma dose de whisky e fiquei esperando a porta abrir. Acabei por cochilar.

Acordei sentindo uma mão gostosa nas costas...

- Oi Nina.. demorei?

- AHH...OI BETO..ACABEI POR DORMIR. TUDO BEM?

- Sim, embora cansado da viagem.. Vou tomar um banho e já volto pra usar essa gostosura de sua bunda e tudo o mais que você me der.

Beto deixou as coisas e seguido pro banho. Veio uns dez minutos depois e me encontrou já desperto na cama. Enrolado na toalha, se aproximou da cama e me abraçou.

- Que perfume gostoso você está usando..

-CREME E PERFUME, MISTURADO O TESÃO E DESEJO, respondi retribuindo ao abraço e ganhando um beijo gostoso.

Senti a pele lisa de barba bem feita no banho, cheiro de limpeza num corpo liso. Comecei a descer minha boca em seu tórax, braços e cheguei onde queria. Naquele pau gostoso e grosso, que já dava sinal de vida. Coloquei todo em minha boca e fiquei de bunda arrebitada e cabeça abaixada entre as pernas deles, provando o sabor e pulsar de um cacete quente.

- Nina, que vontade eu estava de você.. fazia contas para chegar aqui e te encontrar gostosa, minha putinha safada...Adoro seu jeitinho viadinho de ser.

Enquanto ouvia Beto falar, eu chupava ainda mais. Descia até as bolas e subia apertando como se fosse um sorvete, sorvete que chupei por uns longos e bons 15 minutos. Beto já estava gemendo alto, quando deitou de costa na cama.

- Vem Nina, quero sentir seu rabo comendo meu pau...

Obedeci e me coloquei em cima de Beto, lambendo seu peito, seu pescoço, rebolando com minha bunda em cima de seu pau duro, que procurava meu cuzinho. Coloquei uma camisinha na boca e desci ao cacete encapando ele e ajustando-a com as mãos. Subi novamente até o rosto de Beto que beijou enquanto com a mão, puxava a calcinha pro lado. A cabeça daquele grosso pau encostou no meio da bunda e aos poucos se ajeitou na entrada do rabo.

- AIIIII.. PARECE QUE ESTÁ MAIS GROSSO BETO.

- Fiquei uns dias sem sexo só pra economizar pra você, minha putinha.

- DELICIA MEU TESÃO, falando e olhando pra ele, fui descendo a bunda e sentindo o pau entrar em mim. - QUE GOSTOSO, TAMBÉM ESTAVA ESPERANDO VOCÊ DE NOVO.

Beto foi cavalgado, enquanto suas mãos percorriam meu corpo, ora me massageando, ora me batendo. Estava rebolando meu rabo naquele pau e comecei a sentir BETO gemer mais, engrossar o pau dentro de mim.

- MEU GATO JÁ VA GOZAR??? É???? TÁ TÃO GOSTOSO ASSIM??, falei entre gemidos e rebolados.

- Puta gostosa....adoro quando você geme assim, mexe mais.

E sentindo o pau largar os gozos, senti também as mãos de Beto me puxando pra si.

- Nina, que tesão de veadinho outa você é... Adoro seu rabo.

- ADORO SEU PAU GOSTOSO., PENA QUE GOZOU RÁPIDO.

- Mas não foi a última. Vou me recuperar logo.

E assim fez, descansamos um pouco e logo após um vinho, comecei a chupar novamente o Beto, que se fez duro. Pediu pra eu ficar de quarto na beirada da cama. Beto em pé atrás de mim, Posicionou o pau no rabo e foi entrando aos poucos. Socava meio pau e tirava enquanto eu apertava o cacete com o cu. Colocava tudo e socava tudo.

- Rebola Nina querida.. rebola no cacete de seu macho, falava enquanto me segurava pelo quadril.

- FODE GOSTOSO, MACHO SEM VERGONHA, falava enquanto rebolava e olhava pra trás pra ver Beto fudendo meu rabo.

Beto se deliciava em ver o pau entrar e sair. Eu me deliciava sentindo ser todo preenchido.

- Nina, de franguinho, quero ver você enquanto gozo. Me ajeitei na Beira da cama, e abri o máximo que pude. Beto segurou minhas pernas e foi entrando em eu rabo que piscava todo.

-Tesão.. que rabo gostoso...quero fuder com força. Falava e gemia ao mesmo tempo.

- FODE BETO, DELICIA. FODE SEM DÓ, falava enquanto escutava o som das bolas bater em minha bunda. Comecei a tremer as pernas. Beto que já havia me comido antes, sabia que eu estava pronto pra gozar.

- Isso Nina, vem, solta o gozo... Adoro sentir você gozando pelo rabo com meu pau dentro dele, vem menina, vem gostosa, geme pro seu macho, rebola... falava enquanto socava fundo seu volume grosso em meu rabo.

- BETO, FODE MAIS, MAIS....VOU..VOU ... e acabei abraçando beto com minhas pernas enquanto ele me envovia em seus braços e beijou gostoso minha boca, tapando para que eu não gritasse do gozo que eu estava tendo.... Senti dentro de mim, o pau latejando e depositando aquele gozo do homem cheiroso que me comia.

Ficamos uns minutos nessa posição, enquanto voltava a respiração e o mundo parava de girar.

Beto sai de mim e deixou um vazio e meu rabo.

Conversamos um pouco mais e vi o adiantado da hora.

Tomei um banho, e ao sair, percebi beto dormindo, exalto.

Sem fazer barulho, me arrumei e voltei pra casa. Satisfeito e esperando um novo reencontro.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente