Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: O cara do Aeroporto

Aconteceu neste feriado do dia 15 de novembro. Moro em Campinas e de vez em quando entro na sala de bate papo da UOL. E neste feriado, estando sozinho em casa e com uma vontade louca de levar vara, logo cedo entrei em uma sala. Sou branco, com 185alt, 95kg, cabelos grisalhos e 60 anos. Entrei na sala de bate papo, e vi um nick HOMEM VIRACOPOS. Convidei-o para tc e ele de imediato já me respondeu. Estava no Aeroporto, em uma conexão vindo do Mato Grosso, aguardando embarque para o Sul do Brasil e estaria de boa no aeroporto por umas quatro horas. Com 27 anos, barba, 180alt, 75kg, e 20cm de cacete. Me perguntou se eu estava no aeroporto; quando respondi que não, disse ter ficado triste pois queria que acontecesse algo de real. Perguntei-lhe se aceitava ir a um Motel e ele aceitou, desde que voltasse em tempo para o embarque no seu voo. Por sorte, a estrada estava tranquila, sem trânsito, o que me fez chegar em Viracopos em 15min (moro na Vila Teixeira).

Ele já me esperava do lado de fora do Aeroporto e, apenas nos identificamos por mensagem de Whatsapp, ele veio ao meu encontro. Fiquei surpreso e feliz pois o cara realmente era bonito, muito gato. Ele também disse ter gostado de mim. Nos apresentamos e enquanto estávamos no carro já me perguntava se eu gostava de levar vara. Claro que sim, lhe respondi. E eu via seu cacete crescer dentro das calças.

No motel, foi logo me pegando por trás, mordiscando a minha orelha e me tascou um beijo na boca. Ele quis tomar um banho e eu já aproveitei pra me deliciar com o seu cacete. Tava todo babado. Caí de boca naquela delícia de pau. Todo melado e com cheiro de macho. Ali mesmo já começou a putaria.

De banho tomado, os dois pelados, foi a vez do rala e rola. Um beijo gostoso e os corpos grudados um no outro. A língua percorrendo todo o corpo: eu o beijava pelo corpo inteiro e ele me buscava com os seus lábios dos pés à cabeça.

Foi quando ele me perguntou se eu ele podia me foder. O cacete tava estourando de duro; todo babado que não precisaria de lubrificante. Pegou uma camisinha e me pôs de frango, e meteu gostoso. Quando entrou aquela rola grande e dura, a dor foi imensa, mas o anestésico foi o beijo de língua que ele me deu. E sem tirar a rola do meu cu, ele foi estocando, no começo devagarzinho, depois com mais força e queria que eu pedisse mais. E eu pedia pra ele meter mais, pra ele foder gostoso. Foder ele sabia e fodeu gostoso. Não sei dizer quanto tempo. Depois de ter metido de lado, de frente, de me ter feito chupar o cacete, as bolas; depois de meter de novo, ele quis gozar. Eu também já não aguentava de tesão. E o gozo veio. Tirou o pau do meu cu e veio e sentou no meu peito. E jorrou aquela porra quente e gostosa em mim. No peito, no rosto, na boca, e gozou com fartura. Eu também gozei. Quando os nossos corpos estavam todos gozados, deitou sobre mim e nos beijamos, e ele trazendo com a língua a porra que ele tinha jorrado pelo meu corpo afora pro beijo que nos dávamos.

Ficamos ali algum tempo: abraçados e aconchegados. Depois de algum tempo, ele estava de novo excitado: o pau duro e com vontade. Meu cu já esfolado, mas ele quis assim mesmo. Eu também quis. E mais uma vez ele me comeu gostoso, concluindo com o gozo na minha cara, que depois ele, com maestria, trouxe tudo com a sua língua para a minha boca.

Sem que percebêssemos o tempo passou e tínhamos que voltar pois se aproximava o momento dele embarcar e continuar a sua viagem.

Confesso que foi uma delícia de foda. Não sei se terei chance de repetir. Bem que eu gostaria. Mas quem sabe isso não aconteça de novo. Se ele não puder vir, eu vou até o Mato Grosso.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/daniromano



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente