Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: O Rapaz da Limpeza

Sozinho no hotel em viagem a trabalho, comecei a procurar alguém no site de relacionamento gay, para tentar apreciar as maravilhas que aparecem...infelizmente nem sempre perto da gente.

Após algum tempo apareceram alguns interessados, mas infelizmente mais uma vez, não daria certo para encontrar pois o meu tempo estava muito apertado.

Troca de whats, muitas fotos e falação de muita sacanagem me deixavam cada vez mais maluquinho para uma pegação com um macho gostoso e carinhoso. Para acalmar os ânimos acabei indo tomar um banho e tentar mudar de vibe pois estava cada vez mais louco para uma transa gostosa, coisa que não faço há um bom tempo.

De repente toca o interfone onde o recepcionista me pedia para tirar o carro da garagem porque havia acontecido um problema com a tubulação de água da edificação e que poderia acabar atingindo o meu carro. Rapidamente saí do quarto para atender o chamado e acabei nem me deslogando do site deixando inclusive algumas fotos minhas vestido de calcinha e usando também o meu companheiro de todas as horas que vibra e me deixa quase que realizado, mas que ajuda ele ajuda rsrsrs!!!

Apesar de ter fechado o quarto, quando voltei vi a porta entre aberta e com o rapaz da limpeza retirando o lixo, se desculpando que não pode ter feito isso durante o dia e que veio somente para deixar tudo arrumado, apesar de estar fora do horário.

Indignado, pois certamente ele havia visto tudo aquilo que estava aberto do site de relacionamento e certamente viu o meu companheiro que estava sobre a cama. Quando eu fui para o banheiro, onde o rapaz estava, ele acabava de pegar uma das minhas calcinhas que estava secando, e perguntou se eu podia colocar para ele admirar, me chamando de coroazinho gostoso e tesudo e que estava louco para me dar um trato.

Na hora falei para ele sair e que iria reclamar na gerencia, pois onde já se viu tamanha liberdade, sem contar que ele havia invadido o apartamento fora do horário normal da limpeza. Ele foi logo me pedindo desculpas, mas é que estava tentando me ajudar pois tinha visto que não havia descolado nenhum macho para aquela noite. Falei mais uma vez para ele sair, quando ele mostrou o volume que tinha sob a calça.

Confesso que não podia acreditar, aquilo devia ser um pedaço de mangueira que o safado tinha colocado sob a calça só para provocar. Mas, não era. Vocês não acreditam, aquilo não era um pau, aquilo era um pé de mesa. Era não é muito grande e grosso. Como eu sei ??? rsrsrsr !!!

Falei que além dele ser muito atirado era mentiroso, quando ele deixou cair a calça no chão o safado estava sem nada por baixo e aquilo tudo apareceu, quase chegando no joelho, coisa descomunal. Fiquei sem palavras, e me assustei. Perguntei: Meu o que é isso aí??? Por acaso isso aí é prótese??? Não é possível.

Na altura dos acontecimentos eu fechei a porta e comecei a tentar me recompor, porque aquilo estava me deixando com a cabeça zonza. O safado, moreno jambo de no máximo 27 anos, cabelo estilo militar, corpo muito bonito, com uma barriguinha de chopp e sem muitos pelos, foi sentando sobre a cama dizendo que ele tinha muitos problemas com as mulheres e com alguns homens exatamente por causa daquela coisa entre as pernas.

O clima foi se alterando, e acabei oferecendo alguma coisa para ele beber, para ver se ele se vestia novamente e ia embora, quando ele pegou o meu vibrador sobre a cama e perguntou: - Você não quer se acabar em alguma coisa que alem de vibrar pode te dar leitinho quente? e foi me puxando pelo braço, quando acabei caindo sentado na cama ao lado dele.

Eu fiquei sem reação e acabei cedendo a tentação, tentei colocar a cabeça daquilo na minha boca. Que delicia, Nossa, que coisa deliciosa, cheio de veias e duríssimo, já soltando aquelas gotinhas do pré gozo. Ele começou a falar algumas coisas, coisa que não lembro. Só lembro que eu já estava nuzinho, com o meu rabo empinado sobre a cama com parte daquele pau na boca, engasgando e quase vomitando pois batia no fundo da garganta, enquanto ele habilmente enfiava 2 dedos no meu rabo que estava todo encharcado.

Aquilo durou uns bons minutos e eu comecei a ficar preocupado, se me pedisse para me penetrar, pois aquilo não ia dar certo. Certamente ele iria me arrombar. Estava com medo de ter problemas pois as pregas iriam ser arrancadas. Ele avisou que ia gozar, e acabou tirando da minha boca, pois aquilo não era um gozo era um jorro de porra. Ele me lavou de porra, um cheiro muito forte, mas muito gostosa até meio adocicada, pois tentei engolir para sentir o sabor.

Bom estava chegando a hora H, o que ele ia querer fazer comigo. Eu olhei para ele e disse, que não ia ter condições de deixar ele me comer, porque aquilo ia me estragar inteirinho, quando ele me falou bem baixinho. Sua putinha, se você engole aquele vibrador, você consegue engolir pelo menos metade do meu pau, apesar do diâmetro ser muito maior que o do vibrador.

Falei que não ia ter condições, quando ele me lascou um beijo, e foi me colocando sobre as pernas tentando me levar a sentar em cima daquele pau que estava estourando de duro. Ele falou, você meu tesão, de coroazinho, vai ver a hora de parar, vai descendo e a hora que não conseguir enterrar mais você me fala, que começo o vai e vem com você parado.

Vamos, vamos tentar, e lascou mais um beijo com aquela boca carnuda com os lábios úmidos, com uma lingua que explorava toda a minha boca. Eu estava louco, sai de cima das pernas, corri e peguei a pomadinha milagrosa e dei para ele.

Sabiamente ele foi enfiando 1,2,3,4 dedos e quase conseguiu enfiar a mão, deixando tudo muito lambuzado para a fatídica penetração. Pedi à ele que se não parasse eu ia fazer o maior escândalo, que todo mundo iria ouvir e que apesar de passar por viado, estava tentando preservar o meu cusinho.

Concordando, ele foi me posicionando novamente sobre as pernas e apontou aquilo no meu rabo, que apesar do medo, estava piscando. Eu confesso que não acreditava, mas aquilo não passava nem no anelzinho, ele foi com jeito e eu com as pernas tremulas, fui descendo, mas não dava, eu descia e ele me rasgava. Uma dor incrível estava tomando conta do tesão e aquilo foi apagando a coisa.

Lagrimas vieram aos meus olhos, porque estava muito desconfortável e ele percebeu. Sai de cima e pedi desculpas por não aguentar. Cai do lado dele na cama com o meu pau duríssimo e quando eu olhava para o dele eu tinha até raiva do meu, parecia coisa de brinquedo rsrs!!! Porque falei isso ??? Ele levantou, me disse que tinha uma ideia, se eu topava. Eu falei Ok, o que vai fazer ???

Pegou o meu vibrador, foi para a beira da cama, me puxou pelos pés, e me colocou na posição de franguinho. Perguntei a ele o que: O que você vai fazer seu jumento tarado? Ele pegou o meu vibrador e foi enfiando no meu rabo, começou a me deixar louco de tesão, ficava batendo uma para mim, passava a língua no meu rabo, me chupava, enquanto atolava o meu vibrador no meu rabo, hora mexendo e hora atolando, a ponto de me acostumar com aquilo, e de repente ele trocou o vibrador pelo pau dele.

Na hora eu senti a diferença, mas ele tinha conseguido enterrar a cabeça, eu tremi, mas não estava doendo, porque estava uma mistura de vibrador e o pauzão dele. De repente ele foi enterrando. Bom aí a coisa pegou, eu fiquei sem fôlego e quando falei que estava doendo, ele não tinha enterrado nem a metade. Sabiamente ele deu uma parada, e foi me batendo uma punheta que acabei gozando em segundos, e de repente foi enterrando mais um pouco, e não aguentei.

Eu estava empalado com aquela coisa enfiada no meu rabo, não tinha mais reação, pois eu não sentia mais nada, dor, prazer, sensação de estar com vontade de cagar, eu não sabia mais nada, e tinha muito pau para entrar ainda. Comecei a pedir para ele parar, porque não dava mais. Ele parou, e começou a dizer que estava assustado de ter enterrado o que havia enterrado, me parabenizando pela puta arrombada que eu era. Agora era a hora dele começar o vai e vem, e começou, e aquilo me balançava, e ele me agarrava pelas pernas, dizendo, toma sua vadia, toma rola nesse cu apertado e gostoso.

Aquilo me deu uma loucura, um tesão, que ele foi enfiando, enfiando e enfiando e de repente enterrou tudo. Eu não via mais nada, só pedia para ele gozar dentro, que tinha que lavar o meu intestino de porra, eu estava gozando pelo cu e pelo pau, sem por as mãos. Loucura, loucura total.

Ele gozou, eu sentia como se fosse uma disenteria dentro do meu rabo, eu sentia o jorro de porra dentro de mim. Que sensação, que tesão. Olho por cima das minhas pernas e vejo aquele macho debruçando sobre mim, totalmente molhado e extenuado, pois segundo ele há muito tempo ele não conseguia ter uma relação, as que tinha eram parcial.

Fui sentindo aquela verga murchando dentro de mim, me trazendo um certo prazer, porque aquilo além do tamanho, havia inchado, e agora eu estava começando a sentir que havia espaço dentro do meu rabo, que tinha sangrado mas não estava dolorido.

Sabia que no dia seguinte, eu talvez não ia conseguir nem andar, porque ele tinha literalmente me arrombado. O macho então estava entregue ao sono deitado ao meu lado, me abraçou e ficou imóvel. Eu por minha vez, estava morto de cansado, estava com medo de me mexer e começar a sentir dor e tudo mais, e acabei dormindo também. De repente, após não sei quanto tempo, acabo acordando e vejo aquele macho ao meu lado com o pau duro outra vez.

Ele estava me provocando, para fazer tudo de novo. Confesso que não tive coragem, mas cai de boca e fiz ele me lavar de porra outra vez. Foi o mínimo que podia fazer para aquele macho que espero não encontrar outra vez, porque eu vou acabar dando para ele certamente.

Coisa muito, muito louca e muito mas muito gostosa.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/tedesejo2



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente