Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Afrouxei o cu do motorista de aplicativo

Na madrugada de sábado, estava voltando da balada e acionei num aplicativo um veículo para me deixar em casa. Assim que o carro chegou, fui recebido na maior simpatia por um motorista muito boa pinta. Eu sentei no banco do carona e fomos trocando ideia durante todo o percurso.

O clima esquentou entre nós e fomos parar em um motel na Marginal Tietê, onde a putaria rolou solta. Mal entramos no quarto, já fui passando a mão na sua bunda carnuda dele, por cima da calça justa que ele usava. O motorista gostoso começou alisar o meu cacete e chupou com muita gula como um verdadeiro safado.

Depois de tanto chupar minha pica, virei ele de costas e comecei a despi-lo, aproveitando para passar a vara no seu rabo, lhe encoxando com muito tesão.

Após deixar ele totalmente nu, enfiei minha língua no seu cuzinho picante, lambendo e mordiscando lhe arrancando gemidos de prazer.

Minhas linguadas iam ficando cada vez mais frenéticas, pois eu ia abrindo completamente as bandas da sua bunda, expondo seu anel por inteiro para chupar mais gostoso. O puto rebolava em minha cara e dizia com voz maliciosa que tava adorando a minha língua no seu cu.

Eu, estava com tanto tesão no cu daquele macho que encapei meu pau e mirei na sua rosca para enraba-lo. Enfiei a cabeça da pica no traseiro do motorista, mas as suas pregas não davam passagem para a minha rola entrar. Por ter o cu ainda muito apertado, o motorista não tava aguentando o meu pauzão em seu buraquinho.

Para relaxar um pouco, o puto voltou a abocanhar minha benga, e eu chupei novamente o seu rabo que não queria se abrir para a minha pica. Deixei seu cuzinho bem lubrificado e fui dilatando com os dedos para que ele não sentisse tanta dor.

O motorista safado abriu a bunda para agüentar minha pica, pois eu sabia que esse puto estava faminto por rola. Que delícia de cu! A minha vara adentrou a bunda gostosa dele e deslizou com tudo me deixando com muito tesão. Ele rebolava seu rabo gostoso no meu cacetão me fazendo urrar de prazer, socava com fúria naquele cu e fui arrombando sem dó.

O safado já estava com as pregas do cu tão frouxas que meu pau entrava sem muita dificuldade. Bombei aquele rabo delicioso por alguns segundos e o motorista soltou umas bufas de tanta pica que levou no cuzão.

Eu tirava e colocava minha rola de dentro dele só pra ver o seu cu arregaçado, daí não agüentei muito tempo e gozei feito um cão no cio. O motorista também não aguentou segurar o seu gozo anal e jorrou porra em cima do lençol.

Gozei tão gostoso que acabei desmaiando de sono e o motorista desmaiou em seguida. Quando o dia amanheceu ainda tivemos pique pra dar outra trepada, dessa vez meu cacete entrou no cu do motorista sem muito esforço. O puto tava com o olho do cu tão folgado que soltava bufa a cada estocada.

Depois dessa foda ainda tivemos outros encontros, inclusive tive a oportunidade de dar o meu cu pra ele também. Mas esse conto é pra uma outra ocasião.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente