Contos Eróticos

#ENTRE AMIGOS Quatro Coroas

Essa semana eu recebi uma proposta do meu coroa de juntarmos eu, ele, um coroa grande amigo dele e outro amigo completamente passivo, esse com um rabo gigantesco e bem largo e receptivo, vou descrever este relado com os seguintes nomes, coroa, piloto e segurança.

O coroa já descrevi em outros relatos, o piloto é um senhor caucasiano de 68 Anos, 1.82 de altura, 80 Kg, corpo bem atlético e saudável, com seus 20 cm de dote, o segurança é moreno e tem 1.70 de altura, 85Kg, bem parrudo, como falei antes todo liso com rabo bem carnudo. O segurança adora mamar uma rola!

Acabei aceitando até porque queria conhecer o seu amigo piloto, meu coroa já havia me enviado algumas fotos dele e fiquei admirado pela beleza e dote, então fomos ao encontro, o coroa veio me buscar no local marcado, e partimos para encontrar o piloto e em seguida pegar o segurança, que ficava mais próximo do local onde estaríamos nos pegando com muito tesão.

Chegamos batendo papo, fazendo o reconhecimento de cada um, e logo o coroa perguntou quem iria pro banho primeiro, como ele tem sua suíte, nós três tivemos que revezar no banheiro comum, deixei o piloto ir primeiro e em seguida o segurança, por que eu queria fazer uma ducha e colocar uma calcinha para surpreender a todos, principalmente o piloto, em casa já tinha feito uma limpeza e uma aparada nos pentelhos, o piloto saiu do banho já completamente pelado e com seu pau pendurado dando uns sinais de vida, o segurança correu para o banho e eu aproveitei para dar um cheiro e uma lambida naquele caralho tão desejado, abri bem a boca e deixei seu mastro entrar até a garganta, fechei a boca e suguei com muito carinho, todos sabem que eu tenho uma tara de colocar o caralho na boca ainda mole e chupar até ficar como pedra, e não demorou muito, aqueles 20 cm ficou bem maior e bem grosso, fiquei passando a língua na cabeça e lambendo da raiz do saco até a glande, ele suspirava e apertava minha cabeça.

O coroa saiu do quarto, e também completamente nu e se juntou a nós, dizendo que tinha deixado seu pau mole só para eu matar o meu tesão. Coloquei ele todo na boca e chupei até seu saco junto, ele tinha dado um trato com óleo e estava delicioso, foi ficar duro e o segurança chegou para terminar o serviço, deixei os três na sala e fui pro meu banho.

Quando retornei o segurança estava de quatro mamando o coroa, mamando a pica do velho com uma vontade que o coroa chegava a reclamar, para fazer mais devagar e o piloto enterrado no seu rabo, segurando aquele bundão com força e socando com vontade, o coroa pediu para eu pegar o celular e filmar essa enterrada, eles estavam tão focados na suruba que nem notaram como eu estava vestido, mas fiquei filmando, da mamada violenta até o rabo detonado pelo piloto, que colocava até o talo e o segurança ainda forçava seu quadril para trás querendo que as bolas do piloto também entrasse, foi quando eu fiquei de costas para o piloto, passando a minha perna por cima do segurança para tentar meter junto com o piloto no rabo dele, forçando uma dupla penetração, mas ao empinar a bunda, para apontar meu pau no rabo do segurança, o piloto chamou a atenção de todos para a minha calcinha. Demorou para meu pau entrar no rabo do segurança junto com o do piloto, mas foi entrar e iniciar as bombadas alternadas com o piloto que ele anunciou o gozo, o coroa veio filmar mas só filmou a minha bunda! Rsrsrs

O piloto tirou seu pau e correu para o banheiro e o coroa veio para o seu lugar, ficamos os dois intercalando as estocadas no cu do segurança que pedia para darmos uns tapas na sua bunda, eu dava as palmadas no rabo dele e o coroa dava no meu, dizendo que seu leite seria todo meu, ficamos bombando até que eu iniciei a gozada, não estava aguentando bombar aquele cu junto com o coroa e levar dedada no rabo do coroa, que metia junto comigo no segurança, e colocava dois dedos no meu rabo.

O piloto chegou e ficou assanhado com o que viu e veio também colocar seu dedo no meu rabo, pronto! Gozei feito menino, o tesão era tão grande que meu leite escorreu pela camisinha, lambuzando o rabo do segurança todo, puxei o pau e ele mamou, tomando todo o resto que ficou na minha vara. O coroa tirou o pau e puxou a camisinha pedindo para eu mamar, mas o segurança pegou primeiro e tomou tudo direitinho, sem deixar uma gota só escapar!

O coroa e o segurança foram para o banheiro e ficamos somente eu e o piloto na sala, ele sentou no sofá e pediu para eu desfilar para ele, fiquei passeando na frente dele de um lado para o outro, parava na sua frente e inclinava o corpo para frente, deixando meu rabo bem aberto na sua cara, ele segurou minha bunda e puxou meu quadril até encostar no seu colo, fiquei rebolando sobre aquele mastro, gigante adormecido, até que eu virei e coloquei ele novamente na boca, chupei e suguei até sentir ele latejar e dar sinal de vida, fui mamando e deixando ele crescer novamente, o coroa já havia retornado e estava sentado no outro sofá observando, sendo mamado também pelo segurança, eu dava umas mordidinhas na ponta da cabeça do caralho do piloto, e abocanhava ele todo, alisando com a língua o seu dorso, ele urrava de prazer, pedindo para eu sentar na sua vara.

Eu coloquei a camisinha no seu pau, lambuzei de KY e me virei novamente de costas para ele, deixei que ele conduzisse a metida, veio me puxando para junto dele e só obedecia seus comandos, ele encostou minha bunda no seu pau e fez eu rebolar para espalhar todo KY que estava na ponta do seu caralho, tudo lambuzado e ele puxava meu cu de encontro ao seu mastro, ameaçava entrar e ele levantava meu quadril novamente, trazia para cima dele e ficava brincando na entrada do meu cu, até que puxou com vontade e sua cabeça invadiu meu cu com vontade, segurou porque eu dei um grito de menina, rsrsrs e logo em seguida veio me puxando, eu descia e contraia meu cu para dizer que estava rápido e o piloto entendia logo e segurava, foi então que ele largou minha bunda e falou para eu descer até onde aguentaria, então eu fui descendo e parando, contraia e descia, até sentir minha bunda repousar nos seus bagos, rebolei e rebolei com todo aquele 20 cm cravado no meu rabo, a cada contraída com meu rabo ele pulsava dentro de mim, ficamos assim por um bom tempo até que ele pediu para eu levantar e sair de cima dele.

Quando o caralho saiu por completo, senti um vento frio entrar no rabo, dando uns arrepios, o piloto pediu para eu ficar de joelhos no sofá e com meu peito encostado no encosto do sofá, para eu ficar na altura certa dele poder me comer de quatro, em posição o meu desejado piloto veio e cravou seus 20 cm de nervo no meu rabo, pedindo para eu ficar contraindo o cu, cada enterrada eu sentia que seu caralho aumentava de tamanho, ele apertou minha bunda e gritou que estava gozando, foi uma pressão estranha que eu nunca havia sentido, mas no final ficamos os quatro relaxando no sofá, isso tudo sem eu tirar a calcinha !!!

Entre em contato com o autor em: https://disponivel.uol.com.br/decalcinharj

Gostaria de enviar o seu conto? Clique aqui!

Mais de #ENTRE AMIGOS
- Comecei novinho
- Aprendi novinho a gostar da coisa
- O Namorado da minha Filha
- Aniversário do Vovô
- Meu marido deu a bunda
- O amigo mentiu e me comeu
- Surpresa com o pai do colega
- Tinha de ser fêmea
- Comi meu vizinho casado
- Fomos fuder a travesti e acabei lascando o cu do meu amigo

COMENTÁRIOS DE QUEM LEU!

Gostou? Deixe seu comentário

Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentário sobre o conto!