Contos Eróticos

#ENTRE AMIGOS Na barraca com dois roludos

Meu nome é Carlos tenho 1,75, 70kg e moreno, na época tinha 23 anos e bundinha redondinha. Fui viajar com dois amigos para uma festa numa cidade do interior no meu estado.

Ricardo é branco 1,90, 100kg, 25 anos, malhado e um pau de 21 cm, Renato é branco 1,88, 90 kg, 25 anos, malhado também de academia e um pau de 18 cm que descobri depois.

Quando me chamaram pra viajar estranhei pois não éramos tão amigos, mas meu outro amigo Paulo que já tinha me comido deu as coordenadas pra eles. Me pegaram no trabalho e fomos direto, 2 horas de viagem e íamos acampar na garagem de uma casa que estava vazia, tinha um banheiro pra usarmos. Chegamos, armamos a barraca é fomos pra festa curtir. As 22 horas o Renato me chamou pra ir pois estava cansado, Ricardo ficou.

Ao chegarmos peguei minhas coisas e fui tomar banho. Renato ficou sentado numa cadeira tomando cerveja. Tomei meu banho fiz a limpeza, passei hidratante no corpo todo, já esperando que eu seria usado por estes dois roludos, coloquei um shortinho fininho mostrando minha bunda é fui pra barraca. Me abaixe ficando de 4 pra entrar na barraca, Renato viu e já enfiou a mão na minha bunda é falou: entra que vou te comer hoje.

Entrei ele tirou o sapato, a camisa e a calça e entrou, já foi falando falando: chupa meu pau. Obedeci é comecei a chupar aquele pau suado e sem banho, lambi as bolas peludas e engolia o pau todo, babava muito, nem senti mais o cheiro suado e me acabei na rola dele, fiquei uma meia hora chupando, até que ele avisa que vai gozar e me diz: engole tudo puta. obedeci e senti ele estremecer, ele gozou uns 5 jatos de porra quentinha e gostosa, continuei chupando e o pau não descia, ele fala: O Paulo estava certo você é uma putinha safada, é vai levar muita rola hoje, eu só respondi: estou a sua disposição.

Ele diz: deita de quatro de cu pra cima, deitei e ele cuspiu no meu cuzinho, e logo foi enfiando os 18 cm em mim, senti um pouco de dor, mas ele deixou seu corpo encima do meu e falava no meu ouvido: que cuzinho apertado, hoje você vai ser arrombado por mim e pelo Ricardo, e meteu forte, eu só gemia e ele ficou socando, sentia o suor dele nas minhas costas, até que cravou o pau no meu cu e gozou dentro, aquele leite quente, me sentia cheio por dentro. Ele ficou ainda dentro de mim até o pau amolecer, saiu e deitou do meu lado e disse: vai viado lambe meus pés, fui e lembro que tava um chulé danado, imagina o dia inteiro com calçado, não podia reclamar eu estava ali pra obedecer e lambi aqueles pés fedidos por uns quinze minutos até ele falar: to de pau duro fica de 4.

Fiquei como me mandou, e ele enfiou de uma vez senti dor mais só gemia, ele disse: vou alargar seu cu pro Ricardo meter fácil e me socava até que a barraca abre e chega Ricardo já com o pau duro pra fora da cueca, só de meias e enfia o pau na minha boca já socando e ele falava engole tudo, e eu com uma rola atolada no cu e outra na boca. Renato goza é enche meu cu de novo de porra e fala: vou tomar banho, não sem antes dizer ao Ricardo: Alarguei o cu dele pra você rsrs.

Ricardo apenas diz: valeu amigo e continua socando os 21 cm na minha boca e goza muito me obrigando a engolir tudo, o pau dele não desce. E Manda eu lamber o corpo dele todo, comecei pelos pés aquele chulé brabo mas não podia reclamar, lambi ele todo uma meia hora, ele me coloca de 4 e enfiava tudo, eu cheguei a pular pra frente ele me segurou e falou: não foge senão vai ser pior, vou te comer na porrada, fiquei quieto aguentei as socadas, o pau dele era mais grosso e maior e eu já estava sem forças nas pernas, ele foi deitando sobre meu corpo e eu sentindo aquele peitoral dele suado e peludo, ele socava é falava você é meu escravo, vou fazer com você o que eu quiser, virava meu rosto e cuspia na minha boca, e socava até que gozou muito dentro de mim, era a terceira gozada no meu cuzinho.

Ele ficou encima de mim sem tirar o pau que estava duro ainda, ficou uns dez minutos, virou de ladinho é voltou a socar eu acho que desmaiei quando dei por mim estava sentindo ele gozando de novo dentro de mim. Renato abre a barraca e pergunta deixou o cara vivo kkkk. Ricardo tira o pau de mim e fala vamos tomar banho.

Ele levanta me pega pelo braço e me leva pro banheiro, ele me coloca no box eu de tão cansado fico agachado, ele entra e começa a urinar encima de mim, sinto aquela urina quente no rosto, ele fala abre a boca e faz na minha boca me mandando engolir, sou obrigado a engolir, ele abre o chuveiro toma o banho dele e eu fico recebendo a água que cai dele até ter forças pra levantar, saiu muita porra do meu cuzinho arrombado ele acaba e sai, eu fico embaixo da água até eles me chamarem dizendo: já descansou demais vem logo.

Fui e entrei na barraca e os dois ja estavam de pau duro me esperando, tudo começou de novo, chupei o pau deles, tomei gozada dupla na boca engolindo tudo, depois vara no cuzinho eu não conseguia mais ficar de 4 só deitado, devo ter desmaiado, só sentia pau entrar socar e gozar, nem sei quantas vezes.

De manhã acordei dolorido com eles um de cada lado. Foram tomar banho e depois tive que chupar e beber porra de manhã. Fomos embora e depois passei a ser deposito de porra dos dois roludos, isso durou uns 3 anos até eu ir morar em outro estado.

Entre em contato com o autor em: https://disponivel.uol.com.br/Jangosilva18

Gostaria de enviar o seu conto? Clique aqui!

Mais de #ENTRE AMIGOS
- Comecei novinho
- Aprendi novinho a gostar da coisa
- O Namorado da minha Filha
- Aniversário do Vovô
- Meu marido deu a bunda
- O amigo mentiu e me comeu
- Surpresa com o pai do colega
- Comi meu vizinho casado
- Tinha de ser fêmea
- Fomos fuder a travesti e acabei lascando o cu do meu amigo

COMENTÁRIOS DE QUEM LEU!

Gostou? Deixe seu comentário

Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentário sobre o conto!