Contos Eróticos

#SEXO ANONIMO A Primeira vez com uma Trans

Olá eu o Ricardo um Tigrão Baiano. Desde de meus primeiros momentos da minha vida sexual, sempre fui um garoto que gostei de mulheres. Não aguentava ver uma garota com o short apertado, que já ia me masturbar no banheiro ou em qualquer outro lugar, que não, tivesse ninguém por perto. Não é atoa que sempre fui considerado um cara pegador e todas as mulheres que ficaram comigo se apaixonaram, tive quatro esposas e três filhos com 3 mães diferentes.

Mas sempre nos momentos que ficava e fico em casa só, eu sempre gostei de bater punheta com os dedos no cu. Sempre e a cada dia dava mais tesão, comecei com aquela vontade porquê batia punheta sem o dedo no cu e gozava normal, mas sempre ficava naquela vontade louca de enfiar o dedo no cu, e já que tinha esse desejo fiz e foi maravilhoso, a sensação era muito forte e gozava muito mais nossa, chega ficava de pernas tremulas.

Quando fui colocando o dedo no cu, invés de ser um dedo já fui colocando dois dedos logo os maiores, com o passar do tempo os dedos já não eram mais suficientes e sim fui colocando no cu outros objetos que fosse do tamanho de um de pênis.

Uma vez fui eu e mais um colega de infância tomar banho em um rio na Bahia, quando estávamos tomando o banho demos um mergulho e nesse mergulho, passei a mão na pica dele, como ele sabia que eu não curtia homens e sempre gostei de mulher ele reagiu, eu falei: você tá doido rapaz eu gosto é de mulher, ele ficou meio bravo mais respondeu com um OK. Isso agente tinha uns 18 anos de idade mas a minha vontade ali se ele não tivesse reagido da forma que reagiu, seria outra e talvez tivesse rolado alguma coisa, pois ele tinha uma bela pica, chega a cabeça era rosa.

O tempo passou e ele foi embora para a região dele e nada aconteceu entre nós. Eu também continuei minha vida, com a mulherada e nunca fiquei com homens na época e até hoje nunca foi meu forte, mas já fiquei algumas poucas vezes, mais o que eu realmente queria era sair com um transsexual.

Outra vez tive uma experiência com meu irmão. Eu fui morar uns tempos com ele em São Paulo/SP. Quando ele chegava do trabalho e ia tomar banho, eu sempre via a pica dele e é um verdadeiro picão preto, eu fingia que não via porquê ele era um dos irmãos mais velhos e nunca imaginou que eu gostasse de pica e cu. Ele era solteiro e eu também, eu morando com ele jamais minha família imaginava isso de mim.

Sou louco de desejo por uma bela Trans e de preferência versátil. Sempre quando eu encontrei um ou outro cara as vezes me dava uma sensação de ficar tremulo, mais não dava mancada e nem dou até hoje porque ninguém sabe que eu curto casualmente sair com homens, e sim todo mundo sabe que gosto de mulher e inclusive convivo com a minha esposa a 15 anos.

Só que depois de alguns anos, só com mulheres, e eu vendo filmes pornôs de gays e trans, e sempre me dava tesão, mais nunca tive coragem de ficar com uma pessoa que fosse do mesmo sexo que eu, algumas vezes recebi cantadas, e uma vez eu estava na empresa que eu trabalhava e recebi um telefonema de um conhecido, falando que queria comer meu cu, eu desliguei na cara dele o telefone e depois de algum tempo depois reencontrei com ele e ele ficou todo sem graça, porque nessa época eu ainda não tinha coragem de ficar com homem.

Mas o tempo foi passando e eu fui viajando e aprendendo novas coisas diferentes, fui tirando aqueles pensamentos retrógrado da cabeça de que homem só devia ficar com mulher, fui cedendo aos meus desejos.

Começando a historia da minha primeira vez com uma Trans.

Depois de alguns anos a vontade foi aumentando e a coragem também, e sempre naquela lembrança de como eu e meus irmãos fomos criados, de que homem tinha que gostar de mulher e não gostar de gays e trans, eu nasci em uma pequena cidade do interior da Bahia, o povo cheio de preconceito por lá, era para desistir mesmo. Mas depois de sair, um pouco tarde já, da minha cidade para trabalhar e morar em outros estados, fui tirando da cabeça aquele pensamento de que homem só deve estar com mulher e mulher com homem.

Fui me permitindo aos poucos ter meus desejos, fui tomando coragem e resolvi entrar em um site de relacionamentos. Navegando no site comecei a me interessar por uma transsexual morena do cabelo colorido, tipo rosa bem bonito, era uma mulata bonita.

Eu adicionei o número dela e na primeira oportunidade acertei o nosso primeiro encontro, peguei meu carro e fui para o local combinado. Quando cheguei lá , fomos para o motel e lá foi minha primeira vez.

Quebrei esse tabu da minha mente. Fiquei com essa transsexual por mais de 1 ano, saindo sempre que podia, tivemos umas idas e vindas, até não ficarmos mais.

Hoje me interesso por outras experiências com outras pessoas, Gays e Trans, não importa. Hoje em dia quando me da vontade de sair eu saio, é esporádico e no sigilo sempre, sendo bem versátil, não saio com ativo e nem idosos e nem com gordos exagerados que não cuida do corpo nada contra mais não curto, pessoas até 55 anos, se rolar química sendo versátil é melhor ainda. Mais sempre com sigilo total.

Entre em contato com o autor em: https://disponivel.uol.com.br/m.antonio. filho2015@bol.com.br

Gostaria de enviar o seu conto? Clique aqui!

Mais de #SEXO ANONIMO
- Dando o cu depois de casado
- Trepando com o caminhoneiro casado
- Ex-presidiário falou que eu ia chorar na rola imensa dele
- O pedreiro
- Fui menina pra ele
- Comi o filho da faxineira
- Ex-funcionário do meu pai me fez feliz pela primeira vez
- Exame de próstata com final feliz
- O velho da construção
- Padre ajoelhou, rezou e chupou

COMENTÁRIOS DE QUEM LEU!

Gostou? Deixe seu comentário

Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentário sobre o conto!