Contos Eróticos

#FETICHE Insaciável

Sou um cara de meia idade, que desde que fazia troca troca na juventude tinha vontade de sair com outro homem, mas faltava coragem.

Ultimamente tenho visto fotos de umas travestis lindas que me deixam com tesão, e não sei se aumenta o tesão na hora que vejo a geba.

Outro dia tava no site de videos pornos e encontrei o contato de uma travesti que parecia uma musa, e era perto do hotel que eu estava, tomei coragem e liguei pra ela.

E pra minha surpresa foi super gostoso, ela tinha uma voz macia e cativante, e logo marcamos de se encontrar em um barzinho.

Assim que cheguei la já reconheci ela e nos beijamos, sentamos pra beber, e ela chamava bastante atenção mas eu não ligava, nossa conversa logo descambou pro sexo e deu uma vontade de sair de lá.

Ela falava no meu ouvido com uma voz rouca, dizendo que tava muito afim de me chupar. Não aguentei, fomos para meu carro e ela sentou no banco de traz e ja foi tirando minha pica pra fora, e começou um boquete de me levar ate a lua, mas antes de chegar lá, sinto o dedo dela procurando meu cuzinho, e meu pau endureceu na hora.

Ela mudou de lado e começou a me cantar pra me comer, resisti pois tava na posição de macho, mas ela era experiente e rapidinho me desmontou, e eu ja tava molinho quando ela tirou minha calça e me virou, ja pincelando a pica dela no meu cuzinho, fiquei todo arrepiado e ela começou a meter, me fazendo gemer como uma putinha, a pica foi entrando e me arrombando, e eu ja estava pedindo mais, tipo "mete, mete essa geba no meu cuzinho" e ela foi cumprindo o papel de macho e foi me comendo de ladinho, de frango assado, por traz e de todo jeito.

Eu ja era uma cadela com tesão no rabo, ficamos nessa uma eternidade, ai senti a pica dela inchar no meu cuzinho, (que sensação gostosa) ela então começou a respirar mais forte anunciando a gozada, que fiquei esperando, mas a gostosa tirou a pica do meu cu e levou ate a minha boca, que tava salivando, entrou fácil e ja em seguida veio jatos e mais jatos de porra.

Eu nunca tinha experimentado, mas a primeira gozada na boca a gente nunca esquece, engoli e fiz cara de tesão. Ela ficou doida pois achava que tava me maltratando e eu tava adorando, ser uma puta pra um travesti pauzudo.

Então a filha da puta foi até o meu cuzinho de novo, e continuou a meter, Mas agora com mais vontade de me arrombar, foi maravilhoso sentir de novo aquela geba me arrombando e me fodendo, não aguentei e gozei.

Ela virou e me disse: "Gostou viadinho"? Eu estava sem palavra e só balbuciei: Quero mais e mais.

Então ela pegou o telefone e ligou pra umas amigas, e em alguns minutos chegaram no carro mais três travestis, logo entraram no carro e de pau na mão falaram, é aqui que tem uma putinha insaciável? Arregalei os olhos e !!!

O fim dessa foda conto em outra hora.

Entre em contato com o autor em: https://disponivel.uol.com.br/afimsex

Gostaria de enviar o seu conto? Clique aqui!

Mais de #FETICHE
- Vizinho negão roludo tirou meu cabaço
- Vestindo a calcinha da minha esposa
- Primeira vez numa sauna gay
- Sogro come genro
- Primeira vez que fiz dupla penetração
- Minha mulher me fez comer outro cara
- Macho me estuprou sem dó
- O segurança me segurou com força e meteu o pau
- Sobrinho no 10
- Todo gay quer um bombeiro Hétero

COMENTÁRIOS DE QUEM LEU!

Gostou? Deixe seu comentário

Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentário sobre o conto!