Contos Eróticos

#ENTRE AMIGOS Enquanto Dormia

Vou contar essa história que aconteceu comigo e meu amigo Maicon (nome fictício).

A gente desde de que se conheceu, sempre foi muito amigo, ele super gatinho, pegava várias meninas, deveria ter 1,70, cabelo castanho, magro, e com lábios carnudos. Sempre achei ele gatinho, porém eu tenho 1,85 de altura, sou gordinho, cabelo liso, e já tive outras experiências, porém com ele só na imaginação.

Um dia resolvi dormir na casa dele, nada tão extraordinário, já que ele era meu vizinho. Nunca havia dormido em casa de amigos, e essa primeira experiência foi muito gostosa!

Cheguei na casa dele, eu levei meu videogame, jogamos, e eu sabia que a família dele tinha costume de ir dormir tarde, ainda mais em um sábado. As horas foram passando, sua irmã foi dormir, sua mãe também, ficou apenas eu, ele e seu pai. Já era passado da 1 da manhã, e nada do pai dele ir dormir, e eu já estava com muito sono, pois geralmente dormia ás 23h. Então, quando foi 3 da manhã, o pai dele resolveu ir dormir, nisso, veio o Maicon com o colchão, e colocou na sala, arrumou tudo bonitinho, colocou uma coberta pra nós 2, e aí seu pai fala:

- Você vai dormir em seu quarto, ou vai dormir aí na sala?
O Maicon falou olhando pra mim
- Acho que vou dormir aqui.
Então, seu pai deu boa noite para nós, e foi dormir.

Eu deitei no colchão e o Maicon foi ao banheiro, eu já me arrumei para dormir, e o Maicon veio e deitou do meu lado, e disse:
- Toma aqui uma coberta, vai que você passa frio.
Peguei a coberta e coloquei do meu lado, enquanto ouvi barulho de roupa, e olhei para trás, era ele tirando a camisa, eu já pirei, vendo aquele corpo lindo e branquinho dele.
Logo ele se deitou e falou:
- Se quiser tirar a camiseta pode tirar.
Eu rapidamente tirei, e ele levantou para apagar a luz, nisso eu puxei a coberta e me cobri. Ele estava usando um shorts azul bem praiano, com umas flores brancas, que era com um velcro, então caso ele abrisse eu iria ouvir o som. Ele apagou a luz, e ficou um silêncio enorme, eu fiquei de costas para ele, mexendo em meu celular e ele também de costas para mim, mexendo em seu celular. Eu já estava cansado, já era quase 3:30 da manhã, então desliguei meu celular e fui dormir.

Acabei pegando no sono, mas 30 minutos depois eu acordei, com um som estranho, como estava de costas, não estava vendo absolutamente nada. Virei, e fiquei de barriga pra cima, logo ouvi, bem baixinho, o som do short dele abrindo, eu não dei bola, continuei tendo voltar a dormir. Logo o Maicon, virou pra mim, eu de barriga pra cima, e ele de lado, a minha coberta estava já no chão, e eu comecei sentir frio, puxei então a coberta que ele estava coberto pra mim, e foi aí que tudo começou.

Me cobri, e percebi que a coberta estava um pouco úmida, em um certo lugar, mas não liguei, continuei tentando dormir, até que eu começo a sentir em meu braço, uma coisa quente indo e voltando, não entendi na hora, então, peguei e virei de frente para o Maicon, e abri os olhos, mas não vi absolutamente nada.

Então, novamente eu sinto, e quando fui perceber, ele estava passando a cabeça do seu pau no meu braço. Eu já estava com o pau super duro, estourando dentro da minha cueca, e ele cada vez mais forte, e eu fui deixando levar, e peguei naquele pau gostoso, aproximadamente 20cm, cabeçudo, depilado, eu comecei a bater uma pra ele, na hora eu me tremia, e não sabia o motivo, ele virou de barriga pra cima, e então eu descobri ele, e ele ficou com seu pauzão pra fora, pude ver pela sombra, que era grosso.

Continuei a punhetar ele, até que eu senti seu pauzão pulsar, e ele virou pro lado, e gozou no colchão. Eu na hora, peguei e virei pro lado, já levando minha mão em direção ao meu nariz, para sentir o cheiro daquele pauzão, e depois levei meus dedos em direção a boca, e chupei toda aquela porra gostosa dele.

Ouvi ele batendo uma depois novamente, mas acabei pegando no sono, e acordei pela manhã, com o celular dele despertando, então levantei, fui até o banheiro, quando fui fazer xixi, percebi que minha cueca estava cheia de porra, que o tesão foi tanto, que nem percebi que havia gozado. Depois eu dei tchau para ele, e fui para minha casa.

Repetimos várias vezes, se vocês quiserem, volto aqui e conto como foi o outro fim de semana, em que novamente dormi na casa dele.

Entre em contato com o autor em: https://disponivel.uol.com.br/Não

Gostaria de enviar o seu conto? Clique aqui!

Mais de #ENTRE AMIGOS
- Comecei novinho
- Aprendi novinho a gostar da coisa
- O Namorado da minha Filha
- Aniversário do Vovô
- Meu marido deu a bunda
- O amigo mentiu e me comeu
- Surpresa com o pai do colega
- Tinha de ser fêmea
- Comi meu vizinho casado
- Fomos fuder a travesti e acabei lascando o cu do meu amigo

COMENTÁRIOS DE QUEM LEU!

Gostou? Deixe seu comentário

Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentário sobre o conto!