Contos Eróticos

#SEXO ANONIMO Trepando com o caminhoneiro casado

Estacionei o meu carro em um posto de combustível para comprar cigarros na lanchonete. Após efetuar a compra, entrei no carro e passei por um caminhão. Dentro dele, vi um morenaço forte, gostoso... Olhei, mas ele nem deu confiança. Foi então que eu decidi que aquele homem seria meu.

Passei várias vezes ao lado do caminhão e o caminhoneiro tesudo não me notava. Ele estava mexendo no celular, sem camisa e com uma toalha no colo. Pelo horário, o posto já havia fechado e ele continuava lá. Parei ao lado do caminhão e iniciei uma conversa.

Perguntei se ele estava esperando para carregar na usina, pois em minha cidade tem uma usina de álcool. Ele afirmou meio cabisbaixo que sim, mas que iria demorar, pois o álcool não estava liberado. Resolvi fazer companhia para ele e ficamos conversando.

Desci do carro com a justificativa de que não estava escutando ele direito - um truque, né? E fui ver de perto todo aquele monumento. Ele é um moreno alto, mais ou menos 1,90m, 83kg, cabelos rapados, olhos verdes, pernas bem fartas... Eu enlouqueci e pensei: Não vou sair daqui enquanto não catar esse homem.

Em dado momento, perguntei por qual motivo ele estava com aquela toalha, se estava nu ou de cueca. E ele respondeu que estava de cueca. Enlouqueci ainda mais. Disse que ele era muito atraente e que o meu fraco era morenos. Ele sorriu, agradeceu, mas disse que "daquela cartola não saía coelho". Fiquei meio cabisbaixo, pois percebi que a batalha seria difícil.

Mas ele foi se abrindo cada vez mais. Disse que era casado, que tinha um filho, 38 anos e afirmou que se chamava João. Pedi para ele tirar a toalha do colo, mas ele disse que não. Insisti mais um pouco e ele tirou. O corpo era um espetáculo, um monumento que eu nunca havia visto.

Como sou abusado, pedi para dar uma pegada no pau. Ele disse que novamente que não, que nunca havia traído a esposa. Já passava das 2h da manhã e eu, já louco de tesão, pedi para chupar o pau dele. Ele novamente disse que não. Então, dei a minha cartada final: "Deixa eu colocar o seu pau na minha boca para você só sentir o calor dela. Não vou mexer a boca por nada. É só colocar o pau nela e ficar parado". Eu sabia que, com o pau na minha boca, o pau dele ficaria duro e excitado.

Insisti, insisti, insisti, até que ele cedeu. Tirou o pau para fora mole, que dava uns 15 cm de vara, e eu fiz exatamente como disse. Coloquei o pau na boca e não mexi. Resultado: aconteceu exatamente o que pensava. O pau dele começou a ficar duro e ele mesmo começou a mexer com movimentos bem lentos, e depois começou a bombar a minha boca.

O pau dele tinha mais ou menos uns 22 cm. Fiquei louco com aquela vara. Ele tirou o pau da minha boca e disse: "Entra aqui dentro agora que vou arrombar o seu cuzinho". Sem pensar duas vezes, obedeci. Era um puta de um caminhão, que dava para ficar em pé dentro dele. Fui tirando a minha bermuda, coloquei a camisinha no pau dele, passei gel lubrificante na porta do meu cuzinho, no pau dele e me abri todo.

Foi num movimento único que ele colocou tudo pra dentro. Putzzzzz!!! O que era aquilo? Eu estava louco de tesão. Era 3h30 da madrugada e eu estava de quatro dentro de um caminhão recebendo rola com um cara pauzudo. Ele estava me arrombando e estava com sede de cu.

Ele comeu, comeu, comeu, socou, bombou, me tratou como um puto. Depois de uns 40 minutos, pediu para eu ficar de frango assado. Fiquei e ele continuou mandando o mastro para dentro. Ele não aguentou mais e disse que iria gozar. Ele gozou com tanto prazer, gemeu tanto, que eu pensei que ele não gozava há muito tempo. Foi uma explosão sentir aquela porra quentinha.

Ele colocou a roupa e disse para mim: "Cara, você é um herói, pois nunca um viado conseguiu dar para mim. Até dinheiro já me ofereceram, mas eu nunca pensei nisso". Eu fiquei orgulho de mim, mas depois disso ele não quis trocar fone, pois disse que aquilo nunca mais aconteceria. Moral da história: não existe macho difícil, existe viado que não tem lábia.

Entre em contato com o autor em: https://disponivel.uol.com.br/ricardoap

Gostaria de enviar o seu conto? Clique aqui!

Mais de #SEXO ANONIMO
- Dando o cu depois de casado
- Trepando com o caminhoneiro casado
- O pedreiro
- Ex-presidiário falou que eu ia chorar na rola imensa dele
- Fui menina pra ele
- Comi o filho da faxineira
- Ex-funcionário do meu pai me fez feliz pela primeira vez
- Exame de próstata com final feliz
- O velho da construção
- Padre ajoelhou, rezou e chupou

COMENTÁRIOS DE QUEM LEU!

<

Vc venceu ele pelo cansaço...Deve ter deixado vc arrobado,td largo delicia...



Gostou? Deixe seu comentário

Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentário sobre o conto!