Contos Eróticos

#ENTRE AMIGOS Fomos fuder a travesti e acabei lascando o cu do meu amigo

Conheço o Marcos tem uns 07 anos, desde que nossas esposas começaram a trabalhar juntas, somos amigos, frequentamos um a casa do outro e sempre que dá saímos juntos, ou os dois casais ou só eu e ele.

Há uns 15 dias atrás e com nossas esposas de plantão, resolvemos ir a Lapa ( Centro do RJ ), chegamos lá por volta das 20:00, paramos num bar e começamos a beber e depois de um tempo conhecemos umas meninas, depois de desenrolar resolvemos sair dalí e fomos para outro bar. Lá ficamos com as meninas depois de um tempo as meninas resolveram ir embora, Marcos e eu ficamos meio puto, mas resolvemos deixar pra lá e ficamos bebendo ainda um pouco mais, quando deu umas 02:00 hs da manhã já vendo que o Marcos já estava meio bêbado o chamo para ir embora.

Ao andar por uma rua passamos ao lado de uma travesti, demos mais uns passos o Marcos fala, cara viu aquela mulher, muito gostosa vou ver quanto ela cobra para ficar com nós dois, viro para ele e falo, porra cara você esta bêbado mesmo né, ali não é mulher não, é travesti. Marcos me olha e fala, foda-se o que eu quero é jogar o leite para fora e foi atrás da travesti, depois de uns minutos ele me chama e fala que esta tudo certo e fomos em direção ao motel.

Ao chegarmos no motel Mary(travesti)pediu para tomar um banho, enquanto isso Marcos já foi tirando a roupa, depois foi a vez dele e por último foi eu a tomar banho, quando saio do banheiro a Mary já esta de joelho na frente do Marcos mamando o pau dele, me sento ao lado dele e ela fica revezando nas mamadas, depois nos levantamos e Mary fica mamando os dois paus juntos, depois de uns 5 minutos levantamos a Mary e começamos a mamar aqueles peitinho durinhos de biquinho rosa, que delicia de peito, ela puxa a calcinha e pula para fora um pau de uns 17 ou 18 cm e começa a se punhetar, Marcos se joga na cama e Mary volta mamar ele, com a bunda empinada, começo a fazer carinho, lamber, beijar e linguar aquela bunda branca da Mary, Marcos fala que tbm quer linguar aquele cu e puxa ela para cima dele, Mary se vira e põe a bunda na cara do Marcos e volta chupar ele num 69. Encosto meu pau no do Marcos e ela volta a nos chupar, do nada o pau do Marcos dá uma amolecida a Mary continua a chupar ele e a deslizar os depois pelo campo de futebol dele, eu coloco a camisinha e vou para traz dela para meter nela, falo para o Marcos que vou meter nela e começo a esfrega meu pau naquela bunda, o Marcos parou de linguar o cu dela, mas não tirou o rosto de perto, encostei meu pau naquele cuzinho rosado e lubrificado pelo Marcos e comecei a meter, sinto meu saco roçando a cara do Marcos e ele gemendo, quando olho para baixo vejo ele de olhos fechados, olho para o espelho e vejo a cena que eu nunca podia imaginar, a Mary estava linguando e dedando o cu do Marcos, puxo o quadril da Mary para cima e o pau dela começou a roçar a cara do Marcos, depois de uns minutos o Marcos já estava com o pau da Mary na boca, tiro meu pau do cu da dela e coloco para baixo e fica os dois paus na boca do Marcos e ele com os olhos fechados vai chupando os dois paus, Marcos começa a gemer e vejo que ele começa a gozar na boca da Mary, bato uma punheta bem rápida e gozo no saco da dela, minha porra escorre pelo saco e pau da Mary e chega a boca do Marcos e ele não tira o pau da dela da boca, a Mary foi se levantado, o Marcos puxa ela e dá uma linguada no cu dela com a boca cheia da minha porra, deixei eles e fui buscar uma água.

Ouço o Marcos falando que quer fuder o cu da dela, que fica de quatro na cama e o Marcos manda ver no cu dela, coloco meu pau na boca dela ,como aquela puta mamava bem, era lindo de ver a Mary de quatro na cama me mamando e o Marcos em pé na beirada da cama metendo nela, fico louco quando vejo o Marcos levantar um pé e apoiar na beirada da cama, que bunda linda o cara tem, saí dali fui para o lado dele e comecei a alisar os peitos dele e a roçar meu pau do lado da perna dele, depois desci e fiquei fazendo carinho na bunda dele, senti que ele se retraiu, falei para ele relaxar que não ia fazer nada que ele não quisesse e comecei a linguar aquele cu o cara tem uma bunda linda redondinha e cabeluda, o cu rosado e com pelos, linguei e dedei muito aquele cu e ele gemendo, depois ele vai saindo e se deita na cama e puxa a Mary para cima dele, quando vejo o pau dele no cu da dela coloco uma camisinha e vou para cima deles, quando ia colocar meu pau no cu da Mary junto com o pau do Marcos não resisti, sentei na cama entre as pernas do Marcos que estava com joelho dobrado, não resisti e comecei a esfregar meu pau no cu do Marcos, começo a enfiar bem devagar, quando a cabeça entrou ele falou para parar, dei uma parada para ele se acostumar, depois de um tempo comecei o movimento de vai e vem depois de uns minutos ele pede para parar por favor que esta rasgando ele todo, tiro meu pau troco a camisinha e começo e meter no cu da Mary junto com o Marcos foi facil de entrar, depois de uns minutos metendo o Marcos pede para parar pois ele queria gozar, tirei o pau de dentro, ela se deitou na cama ao lado do Marcos, que se ajoelha e começa a tocar uma punheta, vou para o outro lado da Mary e tbm começo a tocar punheta, gozamos nos seios da dela e ficamos esfregando nossos paus na cara dela até ela tbm gozar numa punheta, tomamos um banho, pagamos a Maary e saímos e como o Marcos não estava bem falei pra ele para irmos para minha casa...........(continua)

Entre em contato com o autor em: https://disponivel.uol.com.br/atvmulato

Gostaria de enviar o seu conto? Clique aqui!

Mais de #ENTRE AMIGOS
- Comecei novinho
- Aprendi novinho a gostar da coisa
- O Namorado da minha Filha
- Aniversário do Vovô
- Meu marido deu a bunda
- O amigo mentiu e me comeu
- Surpresa com o pai do colega
- Tinha de ser fêmea
- Comi meu vizinho casado
- Fomos fuder a travesti e acabei lascando o cu do meu amigo

COMENTÁRIOS DE QUEM LEU!

<

Tesão, cara! Quero a continuação logo!



Gostou? Deixe seu comentário

Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentário sobre o conto!